Cozinha prática

Biscoito Quadrado

Biscoitinho do Shrek (Ginger Cookie)

Biscoitos de gengibre estão sempre presentes nas festas de fim de ano nos EUA e Inglaterra. Eles são tão culturais que até o biscoito gigante do desenho Shrek é um Ginger Cookie.

São fáceis de fazer e levam mel ou melado na receita que são açúcares, mas estão em formas naturais deixando a receita mais saudável. E claro que só o fato de ser feita em casa já faz com que a guloseima seja bem melhor que qualquer versão de biscoito industrializado.

Convide seu filho e/ou filha para ajudar na receita usando cortadores variados. Eles costumam adorar a brincadeira e ficam encantados com os biscoitos assados.

Biscoito de Gengibre                                                                                                                                                                                                                                                                                      Foto: Bruna Romaro 

 

Receita:

Ingreditentes:

3 xícaras de farinha

1 e ½ colher de chá de fermanto em pó

¾ de uma colher de chá bircabonato de sódio

¼ de uma colher de chá de sal

1 colher de chá de gengibre em pó

1 e ¾ de colher de chá de canela em pó

¼ de uma colher de chá de cravo em pó

6 colheres de sopa de manteiga sem sal

¾ de xicara de açucar mascavo

1 ovo

½ xícara de melado de algave

2 colheres de chá de extrato de baunilha

1 colher de chá de raspas de limao

 

Modo de preparo:

Em uma tijela, misture a farinha, o fermanto, o bircabonato de sódio, o sal, o gengibre, a canela e o cravo. Reserve.

Na batedeira, junte a manteiga, o açucar mascavo e o ovo. Bata em velocidade media até a mistura ficar homogenia, adicione o algave, a baunilha e as raspas de limao. Bata até a mistura ficar homogenia. Gradualmente, adicione os ingredients secos, até obtar uma massa homogenia e macia.

Divida a massa em duas partes e envolva cada parte em papel filme.

Deixe a massa descancar por 2 horas.

Pré aqueça o forno em 190 graus.

Coloque papel manteiga sobre a assadeira. Reserve.

Abra uma porção da massa em uma superficie limpa e esfarinhada até 2cm e meio de grossura.

Use os cortadores para cortar a massa.

Coloque sobre o papel manteiga na assadeira, com 4cm de distancia entre cada ‘biscoito’.

Asse, por 10 minutos ou até atingir uma cor levemente dourada.

Tire a assadeira do forno e deixe os biscoitos esfriarem até a massa firmar.

 

Indicado para crianças acima de 24 meses

 

‌Biscoito quadrado

Cookies com aveia e uvas passa

As chegada das férias exige muita paciência e criatividade de papais e mamães. Ainda mais  nas férias de inverno, pois nem todos os dias podemos aproveitar ao ar livre em função do frio. Por isso proponho uma atividade divertida, educativa e deliciosa em família, cozinhar.

Continue lendo

caldo de legumes em baixa quadrada

Eleve o Sabor de sua comida – Fundos

Uma das preparações mais básicas da cozinha são os fundos. A indústria alimentícia criou uma versão chamada de Caldo e por isso muitas pessoas também chamam assim, mas o termo correto é Fundo. Pode parecer muito técnico, mas eles são bem fáceis de fazer e podem transformar uma receita. Sem contar que substituem os quadradinhos entupidos de sal e glutamato monossódico vendidos nas prateleiras dos supermercados.

É possível preparar fundo de carne, frango, peixe, legumes, picanha, costela, vitela, camarão… O de legumes, peixe e camarão são o mais rápidos. Já os que tem ossos nas receitas podem precisar de 8 horas de cocção. Mas isso não deve ser algo para inibir quem quer surpreender o bebê e a familia com uma comidinha muito saborosacaldo de legumes em baixa                                                                                                                                              Foto: Bruna Romaro

 

Em Francês o nome é “fonds de cuisine” que significa as fundações da cozinha. Eles são líquidos aromatizados preparados em fogo baixo (simmer) para extrair o máximo de sabor, cor e nutrientes de vegetais, ossos e espinhos. Os fundos substituem a água nas preparações feitas em meio liquido para elevar o sabor da receita. Isso significa transformar o arroz básico do dia a dia em algo muito saboroso e interessante. Além de ser uma maneira eficiente de aumentar o valor nutritivo da refeição.

Aqui em casa eu faço Fundo em grande quantidade e congelo em fôrmas de gelo. Depois desenformo em coloco em saquinhos para o freezer com etiquetas de identificação. No momento de preparar arroz, sopa, carne de panela, frango ensopado ou ainda risoto, bobó, paella, feijoada é só pegar os cubinhos do fundo desejado.

Os Fundos podem ser claros, escuros. A diferença entre eles é a cor e sabor que passam para a receita final. Para um resultado aromático suave sem alteração de cor o indicado é o fundo claro. Os fundos claros consistem basicamente de incluir seus ingredientes em água fria e ferve-los em baixa temperatura (fogo baixo/simmer). Para um resultado com um leve toque defumado/assado o ideal é usar um fundo escuro. Para prepara-lo ossos e vegetais são escurecidos dourando-os me frigideira com pouca gordura ou no forno antes de irem para água fria e fogo baixo.

 

Os passos para o preparado de um fundo são:

 

Começar com líquidos frios

Cozinhar em fogo baixo (85°C)

Cozinhar o tempo necessário e adequado

Manter a panela aberta e todos os ingredientes cobertos de liquido

Retirar e descartar a espuma que se forma em cima (com a ajuda de uma colher)

Coar assim que ficar pronto

Resfriar imediatamente

Retirar toda a gordura da superfície

Corrigir o volume de líquidos (colocar mais água para manter a quantidade solicitada pela receita)

 

Todos os fundos (seja de vegetais, peixe, frango ou carne) levam aromáticos. Eles tem função de complementar e valorizam o sabor. Aromáticos são: cenoura, cebola, salsão, alho poro, cogumelos paris. A combinação desses vegetais é chamada de Mirepoix.

O Mirepoix deve ter a seguinte proporção:

50%de cebola
25% de cenoura
25% de salsão.

Ainda existe uma variação chamada de Mirepoix Banca mais indicada para os fundos claros. Sua composição segue:

50% de cebola
25% de salsão
25% de alho poro

Ou ainda

25% de cebola
25% de salsão
25% de alho poro
25% de cogumelo Paris

A segunda etapa de Fundo é a definição das especiarias. Nesse ponto você pode usar sua imaginação e experiência para temperar o fundo, mas não se esqueça: esses temperos não podem ser soltos no fundo. Dessa forma você deverá montar um Bouquet Garni e/ou um Sachet d’épices.

Bouquet Garni é um maço de ervas aromáticas amarradas. Você pode montar um bouquet com: louro, tomilho, alecrim, salvia, manjericão e outras ervas que gostar.


Sachet d’épices são temperos como pimenta, cravo, canela em pau, cravo, semente de mostarda e mais o que você gostar dentro de um saquinho permeável. Eu costumo fazer com Gaze em casa.

Segue a receita do fundo mais básico é fácil de fazer, o fundo claro de vegetais. Com ele você pode fazer qualquer preparação substituindo a água de qualquer receita salgada.

 

Comida saborosa, família feliz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC_6769 copy-baixa (640x640)

Extratos Vegetais, uma nova opção

DSC_6769 copy-baixa (640x426)                                                                                                                                     Foto: Bruna Romaro

 

Existem muitas pessoas buscando alternativas ao leite de vaca por diversos motivos, intolerância, sabor e duvidas em relação aos seus benefícios. Por isso os extratos vegetais estão na moda e podem ser uma opção saudável e caseira.

Eu particularmente reduzi substancialmente o consumo de leite em casa. Meu filho consome duas porções por dia e caminhamos para total substituição. Mas é importante ressaltar que faço esse movimento com o acompanhamento de um nutricionista e o aval do pediatra.

O nome Extrato é a forma correta para designação desses alimentos. Chamar de lente é a forma comercial usada pela indústria, mas quem tem leite são os mamíferos e não os vegetais não é mesmo? Eu como uma boa virginiana, prefiro usar a forma técnica correta.

Os benefícios dos extratos vegetais em geral são:

  • Ausência de lactose
  • Ausência de colesterol
  • Alta concentração de boas gorduras (mono e poli-insaturadas)
  • Alta concentração de vitamina B
  • Concentração equilibrada de sódio e potássio

Ajudam para um processo de digestão mais lento o que beneficia pessoas com problemas de prisão de ventre, colon irritado ou diarreia.

 

Os extratos vegetais podem ser oferecidos para crianças desde sete meses (desde que avalizado pelo pediatra) e podem substituir o leite e o creme de leite em várias receitas. Aqui no blog temos diversas opções com leite de aveia e coco.

 

Outra grande vantagem é que todos podem ser feitos em casa. Dessa forma conseguimos a consistência e sabor que mais agrade a família. Eles podem ser aquecidos e misturados ao cacau para um leite “achocolatado”, ou as frutas para uma vitamina e ainda ao café para agradar os papais e mamães.

 

Vamos pensar fora da caixa e tentar receitas diferentes? É importante ressaltar que qualquer mudança na dieta das crianças precisa ser acompanhada por um profissional capacitado (pediatra ou nutricionista)

 

No livro de receitas você vai encontrar Extrato de Amêndoas, Extrato de Aveia e Extrato de Coco.

 

organicos (640x639)

Consumir organicos, uma atitude sustentável

Consumir produtos orgânicos não é tarefa fácil nem barata. Eu compro frutas e legumes de quatro lugares diferentes. Além disso gasto 15% a mais comparando com a mesma lista de alimentos da agricultura tradicional. Mas mesmo assim vale a pena

Continue lendo

DSC_5078 (640x640)

Suco em cubos

Li essa dica no blog As Delicias do Dudu da Thais Ventura e achei o máximo. Ela orienta o congelamento de sucos naturais em forminhas de gelo para serem incluídos em garrafinhas que vão dentro das lancheiras de escola. Essa é uma forma eficiente de conservar o suco fresco.

Continue lendo

peixes (640x640)

Tudo sobre peixes

Existem muitas famílias que preparam peixe para a ceia de Natal. Esse ano eu irei fazer Tainha recheada com farofa de camarão (postarei a receita em breve)

Sem dúvida a carne que mais gosto é a de peixe. Assado, cozido, salteado, cru, adoro peixes em várias receitas. Aqui em casa eles estão na mesa pelo menos duas vezes na semana.

Continue lendo

foto (2) destaque

Método de produção inteligente

A produção de comida para bebês pode parecer fácil, mas não é. Preparar refeições diárias em porções muito pequenas requer muita criatividade e habilidade 

Continue lendo