Método de produção inteligente

A produção de comida para bebês pode parecer fácil, mas não é. Preparar refeições diárias em porções muito pequenas requer muita criatividade e habilidade 

E sem essas duas premissas atendidas, o bebê pode acabar comendo apenas duas variedades de papinhas monocromáticas – e o lixo acabar lotado de comida desperdiçada.

otimizados

Por isso, criei um método de produção para garantir uma alimentação completa e colorida para meu filho com o menor desperdício possível e cozinhando apenas uma vez a cada quinze dias. Os maiores aliados desse método são o freezer, a geladeira, a panela de pressão, fôrmas, saquinhos para congelamento e etiquetas.

Para garantir refeições equilibradas e variadas eu fugi da tradicional técnica de congelar papinhas prontas. Meu método consiste na produção de todos os itens necessários na refeição de um bebê, separadamente. Arroz, quinoa, feijão, lentilha, carne desfiada, frango desfiado e legumes são produzidos e congelados separadamente.

Dessa forma meu freezer fica lotado de possibilidades.

inteligente

Colocando o método em prática

Todo sábado pela manhã eu reservo a cozinha só para mim. Tiro meu esmalte, meus anéis, prendo o cabelo e me preparo para encarar duas horas cozinhando. Esse período vai compreender todas as refeições do meu filho sem que eu tenha que gastar mais de dez minutos preparando seu prato pelos próximos quinze dias.

Eu sigo a pirâmide dos alimentos e sempre preparo vários itens de cada grupo:

  • Carboidratos – arroz arbóreo, quinoa, arroz integral, batata baroa (mandioquinha), batata doce.
  • Leguminosas – feijão, lentilha, ervilha, grão-de-bico.
  • Proteína – carne de panela, carne moída, frango assado, frango cozido.
  • Legumes e verduras – cenoura, couve-flor, brócolis, abobrinha, beterraba, espinafre, couve.

Com exceção dos legumes, uso a panela de pressão para todas as outras produções. Preparo os legumes do vapor um a um usando uma cesta de inox e deixando-os no ponto para serem amassados.

Depois de prontos eu os divido em quatro fôrmas com tampa da Mumi&Bubi (post sobre elas em “Meus preferidos”) e levo ao freezer. O restante vai para geladeira esperar as fôrmas serem liberadas. Na foto, usei fôrmas de silicone, que são as que eu indico para as mães nas consultorias. Foi o que eu encontrei no Brasil mais perto daquilo que uso aqui em casa. Também pode-se usar fôrmas de gelo. A vantagem do silicone é que fica mais fácil desenformar.

É importante colocar um pouco de líquido do cozimento junto com o que se vai congelar. Para formar um “gelinho” e não soltar pedacinhos. Antes de levar ao freezer cubra com filme. Depois de doze horas de freezer, basta desenformar e recolocar no freezer. Eu acomodo as porções congeladas e desenformadas de cada alimento em saquinhos, e identifico o nome, a data da produção e a data de vencimento (noventa dias).

Uma grande amiga chama as porções congeladas de comidinha da nasa. E depois de desenformar fica mesmo parecido, não fica? Essa foto tem uma refeição completa com três legumes, arroz, feijão e frango.

Na hora da refeição é só descongelar, amassar de acordo com a textura para cada fase e oferecer – separado, como refeição, ou tudo junto, como papinha.

Freezer cheio, mamãe feliz.

Tammy Achkar

22 comentários. Faça o seu.

I am impressed by the shared blog post! Reading it was truly impressive! Thank you so much for raising this question.

I am really glad to have found your article and the topic is very important and I want to share with it.

That’s cool. I would like to taste something like that. I think I’ll cook those dishes for the next celebration.

I like such cupcakes and that is pretty cool to have such a thing and eat it.

Patricia

oi Tammy, eu tenho uma duvida, a forma de silicone ja eh do tamanho da porcao que vc da pro seu filho? sempre fico na duvida de qual o tamanho certo de cada porcao!

Débora

Tammy, adoro o seu site e voltei a esse post agora que minha bebê começou com a alimentação complementar. Também adorei as suas participações no Conalco!
Tenho dúvidas em como congelas as folhas (couve, espinafre). Eles não azedam ao descongelar?
Bjs

    Tammy Achkar

    Tammy Achkar

    Author

    Debora, que bom que vc gosta do site. Obrigada pelo feedback.
    As hortaliças precisam ser congeladas cozidas. Para deixar na textura perfeita, eu faço creme de espinafre ou couve com um pouquinho de farinha de aveia. Bata cozinhar rapidamente, juntar 1/2 colher de sopa de farinha com a panela ainda com um pouco de água e deixar engrossar

Paula

Oi querida!!
Amei teu site! Já coloquei nos meus favoritos!
Tenho uma bebe de 11 meses…e só agora estou introduzindo comida aos pedaços, e to com muita dificuldade no congelamento (sempre congelei as papinhas q eu fazia).
Você tem mais informações de como faz esses congelamentos em formas de gelo? Preciso de ajuda!! hehe
beijos!

Maria Cristina Oliveira Barbosa

Tammy, este post teria sido perfeito para a palestra do CONALCO. Ainda que você tenha falado com muita propriedade sobre segurança alimentar ,viu. Mas eu gostei, tanto que vim futucar aqui no blog e me deparei com esta maravilha de orientação. Obrigada!

    Tammy Achkar

    Tammy Achkar

    Author

    Maria Cristina, obrigada pelo feedback. Fiz uma aula completa que está no pacote ouro do Conalco. Logo irei comercializa-la ela aqui também.

Carolina

Tammy, POR FAVOR, ensina como faz cada coisa!!! Sou muito mãe e cozinheira de primeira viagem e não tenho a menor idéia de como cozinhar cada coisinha que vc fez pro gelinhos. Me ajuda, quero que meu filho coma comida saudável!!!

Oi, Tammy! Adorei conhecer seu site e suas dicas! As fotos das delícias que você faz me encantaram, ao ler a revista Crescer deste mês. Minha filha, Gabi, 2 anos e 3 meses, vai adorar tudo isso. Aquele nuggets caseiro, feito com aveia ou quinua, é maravilhoso. Eu já preparava comidas e congelava, mas não fazia os alimentos separados. Vou passar a fazer assim como seu método de produção inteligente. Adorei as dicas! Muuuuito utéis! Parabéns por todo seu talento! Obrigada!!!

Annie

Tammy,
conheci o blog há alguns dias e estou adorando. Como é bom ter alguém como você compartilhando idéias tão facilitadoras! Obrigada!!! bjo.

andressa

Olá Tammy, você coloca em que saquinhos? onde acho esses bpa free? já tenho as forminhas mas não acho os saquinhos. Me ajudaaaa…

    Tammy Achkar

    Tammy Achkar

    Author

    Eu uso saquinhos de plástico para congelamento. São vendidos em supermercados (normalmente na mesma sessão do papel aluminado). Eles não são BPA free mas como serão utilizados em baixa temperatura não são tóxicos. bjs

Ana Paula

Tammy, você descongela no microondas? Tem algum problema em fazer assim? A minha sogra sempre me critica por descongelar as papinhas do meu filho no micro.

Obrigada,
Ana Paula

    Tammy Achkar

    Tammy Achkar

    Author

    Ana Paula, não há problema algum descongelar a papinha ou comida no micro-ondas. Precisamos facilitar nosso dia a dia. E se pararmos para pensar no que pode fazer mal ficaremos loucas. Não há estudo algum que comprove que o micro-ondas traga malefícios a saúde seguindo as instruções do fabricante. Fique tranquila. bjs

Karine

Tammy no final vocë disse que basta descongelar e amassar, tem problema se aquecer e fizer a papinha como normalmente
Obrigada

    Tammy Achkar

    Tammy Achkar

    Author

    Karine, não tem problema algum. Eu oriento oferecer amassado e separado para dar oportunidade do bebê conhecer o sabor de cada alimento. Mas não há nada de errado em dar papinha.

kATIA

Boa Tarde! E o gosto fica como se fosse comida feita na hr?! Você chega a reforgar os alimentos, ou só cozinha e depois refoga?!

    Tammy Achkar

    Tammy Achkar

    Author

    Kátia,

    O sabor fica sim o mesmo. Eu refogo, cozinho, asso. Depois porciono e congelo. Na hora de oferecer eu descongelo amasso e pronto. Facilita muito o dia a dia e não perde nutrientes nem sabor. bjs

One Trackback

  1. […] gelo. Eu aprendi esse método com a Tammy, do Primeiras Colheradas (veja informações detalhadas no post do blog dela), e funcionou muito […]

Deixe um comentário